Foto: Ângela Macário

Novos poetas goianos discutem processo criativo no Culturama

O Culturama e a Nega Lilu Editora promovem o encontro de novos autores e autoras goianos que integram a antologia Os olhos do bilheteiro (Selo Naduk), para um bate-papo sobre processo criativo na escrita poética, na segunda (21/11), às 19 horas, no Culturama. A atividade faz parte de um programa voltado para a formação em arte e cultura. A entrada é gratuita e as inscrições estão sendo feitas em http://www.espacoculturama.com.br

O poema que dá título ao livro é de autoria da jornalista Regina Magnabosco que, acompanhada de outros 17 poetas, compõe o primeiro volume da Coleção e/ou. Entre estes, 13 são autoras e autores inéditos, que realizaram o sonho de publicação a partir de um processo de seleção realizado pela Nega Lilu Editora, com o interesse de revelar novos talentos da literatura em Goiás.

A vida urbana, a cultura, o amor e as humanidades estão entre os temas mais recorrentes que atravessam Os olhos do bilheteiro. Além da poesia dos novos autores e autoras, a coletânea também é composta por texto de escritores convidados: Pilar Bu, Cássia Fernandes e Carlos Brandão, que publicou poema sem título inédito, que tem Pio Vargas como coautor.

As antologias da Coleção e/ou estarão sendo vendidas no Culturama

As antologias da Coleção e/ou estarão sendo vendidas no Culturama

Na mesma agenda literária, o Culturama e a Nega Lilu Editora reuniram, em 31 de outubro, novos contistas e cronistas que também publicaram pela Coleção e/ou, no volume 1 de prosa: As dores de Josefa, narrativa escrita pela jovem escritora Manuela Costa. “Encontros assim têm como objetivo promover a obra, estimular o diálogo entre autores iniciantes e com o público leitor”, conta a escritora Larissa Mundim, coordenadora editorial da Nega Lilu Editora.

Editora

Segundo ela, a editora já iniciou os trabalhos de pré-produção do volume 2 de poesia e prosa da Coleção e/ou. Larissa Mundim informa que a primeira providência foi a abertura de um novo edital para autores inéditos ou éditos, com até três anos de atuação no campo literário. As inscrições ficam abertas até 17 de janeiro pelo site http://www.negalilu.com.br .

“Um dos desafios deste novo concurso é alcançar de forma mais ampliada a produção literária de qualidade que está ativa fora da capital e da região metropolitana de Goiânia”, conta a diretora da Nega Lilu Editora. As duas primeiras antologias publicadas fazem registro do trabalho de jovens escritores residentes em municípios como Bela Vista de Goiás, Anápolis, Trindade, Aparecida de Goiânia, bem como de goianos residentes em outros estados e no DF. “Agora temos a ambição de ir mais longe”, revela a editora.

Para Larissa Mundim, “ir mais longe” significa não somente mobilizar aspirantes a escritores nas outras regiões do estado, mas avançar no mapeamento de autores e autoras ativos, em Goiás, promovendo a conexão desta rede. “Como editora, a Nega Lilu se interessa, naturalmente, pela produção literária, mas apoia iniciativas que impactam na cadeia produtiva integralmente, ou seja, iniciativas que visam a qualificação de leitores, articulação entre autores e entre autores e leitores, além da circulação da obra literária em todo o Brasil”, diz.

Serviço:

Os olhos do bilheteiro: Processo criativo

21 de novembro (segunda) – 19 horas

Culturama, Avenida T-8, 324, Setor Bueno (esquina com Avenida Mutirão)

Entrada franca

Inscrições: http://www.espacoculturama.com.br

Comentar

Comentários (0)

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será revelado. Os campos obrigatórios estão marcados com *