Os minicontos de Ademar de Queiroz foram impressos em tinta e Braille, por meio de serigrafia.

Cinco municípios goianos aguardam o lançamento de ‘O baú do Menino Deus’

Goiânia, Pirenópolis, Cidade de Goiás, Rio Verde e Santa Helena. Esta é a rota de lançamento do livro de Ademar de Queiroz, O baú do Menino Deus, entre 12 e 16 de fevereiro. Impressa em tinta e Braille, por meio de serigrafia, a obra literária de ficção reúne minicontos premiados sobre infância e memória. Publicada pela NegaLilu Editora, conta com apoio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura.

Originalmente, os textos contidos em O baú do Menino Deus foram disponibilizados no Twitter e podem ser encontrados no perfil Minicontos do Demas. Por votação popular, o canal foi vencedor do Prêmio Top Blog 2015, concorrendo com autores e autoras de todo o Brasil. Segundo Ademar de Queiroz, goiano residente em São Paulo há mais de uma década, este foi um estímulo importante para a publicação de um livro dedicado a leitoras e leitores atraídos por curtas narrativas com densas camadas.

O baú do Menino Deus é um livro sobre liberdade. As histórias não começam no início, não terminam ao final, correm soltas, evocam lembranças, como retalhos de vidas que vão sendo guardados sem se entender o porquê. “Os minicontos construíram uma ponte entre o homem que sou e a criança que ainda vive em mim. Convido o leitor a reforçar ou reconstruir esta ponte a partir de O baú do Menino Deus”, ressalta Ademar.

No livro O baú do Menino Deus, as celas Braille também têm função de ilustração.

O autor costuma dizer que seu livro contempla quem sabe ler nas entrelinhas e também quem lê com as mãos. ​Além do interesse por conteúdo instantâneo e arrebatador, o livro também contempla as necessidades de leitores cegos. A proposta de impressão em Braille feita pela NegaLilu Editora ao autor teve acolhimento imediato. Aquele seria o início de um longo processo de produção gráfica com inovação envolvendo a serigrafia e não a prensa.

“Originalmente, concebi um livro publicado em português e Braille, com celas (pontos) coloridas que, para os leitores videntes, teriam a função de ilustração”, comenta Larissa Mundim, coordenadora editorial de O baú do Menino Deus. Para consolidar o plano, ela contou com o apoio de profissionais da equipe da editora, a persistência de prestadores de serviço e a consultoria da Biblioteca Braille José Álvares de Azevedo, em Goiânia.

Ao despertar o interesse da Fundação Dorina Nowill para Cegos, o livro de Ademar de Queiroz teve pré-lançamento durante o II Encontro Nacional de Leitura Inclusiva, agosto de 2019, em São Paulo. Também já circulou por algumas das maiores feitas de publicações independentes do Brasil ‒ como a Miolo(s) e a MOTIM ‒ e agora os minicontos serão apresentados na terra natal do autor.

A agenda de lançamento se inicia por Goiânia, no dia 12 de fevereiro (quarta), às 19 horas, no Jardim, que fica no Evoé Café. Com a presença do autor, o evento prevê um bate-papo sobre O baú do Menino Deus: processo criativo, concepção do livro como objeto, inclusão e acessibilidade. Em seguida, Ademar e Larissa têm o mesmo compromisso na Avoar Livros (Pirenópolis), na Leodegária Livraria (Cidade de Goiás), no Aconchego e Sabor (Rio Verde) e na Casinha Feliz (Santa Helena).

Sobre o autor

Ademar de Queiroz nasceu em Santa Helena/GO, em 1966. Formado em Jornalismo – Comunicação Social pela UFG e atua na publicidade desde 1995. Embalado pela febre dos blogs, em 2006 começa a escrever Buarqueando e Cine Dema(i)s. Idealizador do canal Minicontos do Demas que, conquistou o 1º lugar na votação popular do Prêmio Top Blog 2015, um concurso que seleciona, recomenda e reconhece as melhores iniciativas de produção de conteúdo independente no Brasil em ambiente digital. A partir desse reconhecimento e da satisfação de dialogar com o leitor por meio de narrativas curtas, vem o desejo de reunir os minicontos em um livro. Começava ali a trajetória de O baú do Menino Deus.

SERVIÇO

Lançamento – O baú do Menino Deus

12/2 (quarta), às 19 horas, nO Jardim/Evoé Café (Goiânia)

13/2 (quinta), às 19 horas, na Avoar Livros (Pirenópolis)

14/2 (sexta), às 18 horas, na Livraria Leodegária (Cidade de Goiás)

15/2 (sábado), às 13 horas, no Aconchego e Sabor (Rio Verde)

16/2 (domingo), às 16h30, na Casinha Feliz (Santa Helena)

Comentar

Comentários (0)

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será revelado. Os campos obrigatórios estão marcados com *