Formação de redes é alternativa para fortalecimento de bibliotecas públicas

A professora Elisa Machado, ex-coordenadora do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas, apresenta, no quarto seminário do Projeto Madalena Caramuru, a concepção dos sistemas de bibliotecas públicas e o papel desses agentes na criação e implementação de políticas públicas de cultura, no modelo federativo brasileiro. A palestra on-line tem como tema “Os sistemas e as redes como estratégia para o fortalecimento das bibliotecas públicas” e será transmitida pelos canais @negalilu @Facebook e Youtube), nesta sexta-feira (23/10), às 9 horas.

Na manhã desta sexta-feira, Elisa Machado também discute a formação de redes como alternativa para fortalecimento de bibliotecas públicas. A atividade é gratuita e integra a programação do Projeto Madalena Caramuru, realizado pela NegaLilu Editora, com apoio do Fundo de Arte e Cultura de Goiás. Para participantes inscritos no seminário, haverá emissão de certificados pela UFG, por meio de projeto de extensão do LIBRIS – Laboratório do Livro, da Leitura, da Literatura e da Biblioteca. Inscreva-se aqui: https://www.even3.com.br/pmc2020

Elisa Machado é professora de Biblioteconomia e do Programa de Pós-Graduação em Biblioteconomia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Atuou como Diretora do Departamento de Bibliotecas Públicas da cidade de São Paulo (2001-2003) e como Coordenadora Geral do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP) no Ministério da Cultura (2011-2015). Tem experiência na área de Biblioteconomia e Ciência da Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: bibliotecas públicas, bibliotecas comunitárias, políticas públicas e culturais e representação descritiva. A palestrante é líder do Grupo de Pesquisa “Bibliotecas públicas no Brasil: reflexão e prática” e do Grupo de Pesquisa “A representação descritiva no Brasil”.

Além do público interessado na cadeia produtiva do livro e no mercado editorial, a fala da professora Elisa Machado é dirigida a gestores de bibliotecas públicas de 22 municípios goianos que estão inscritos no programa de capacitação on-line do Projeto Madalena Caramuru, que visa fortalecimento de gestão no momento pós-pandêmico da COVID-19. Para este grupo, o seminário será um passo importante na constituição da Rede Madalena Caramuru.

“Com essa conexão de bibliotecas esperamos nos inspirar e apoiar uns aos outros”, reflete Samanta Jaime Araújo Dias, gestora da biblioteca Municipal Monsenhor Chiquinho de Corumbá de Goiás. Implantada pela Casa da Cultura Digital, a rede busca promover diálogo entre as bibliotecas participantes do Projeto Madalena Caramuru, por meio de ferramentas gratuitas disponíveis (e-mails, redes sociais e apps de comunicação em grupo) para veicular informação, para propor discussão e para buscar solução de problemas comuns.

O Projeto Madalena Caramuru é uma ação de estímulo à leitura e qualificação de leitores, por meio do apoio à gestão de bibliotecas públicas. Com apoio do Fundo de Arte e Cultura de Goiás, a NegaLilu Editora e a Casa da Cultura Digital promovem um programa de capacitação on-line, entre setembro de 2020 e março de 2021. 

Com base nas diretrizes da Política Nacional da Leitura e da Escrita (PNLE) e do Plano Nacional do Livro e da Leitura (PNLL), o programa prevê seminários, oficinas e trabalho sistemático de grupo. Toda a programação é gratuita e certificada pela UFG, como atividade de extensão, por meio do LIBRIS. 

Comentar

Comentários (0)

Deixar um comentário

Seu endereço de e-mail não será revelado. Os campos obrigatórios estão marcados com *