Álbum de figurinhas: aves na Chapada dos Veadeiros

Leitores vão saber, entre tantas outras coisas, que restam menos de 300 patos-mergulhões no Planeta Terra, impactados pela poluição dos rios onde retiram alimento. Também ameaçado de extinção pelo desmatamento está o Galito, que canta baixinho, investe no contato visual, tanto para demarcar território quanto para paquerar outros de sua espécie. Já a Seriema, tem um canto famoso, que pode ser ouvido a mais de um quilômetro de distância, sempre acompanhado de um gesto só dela ─ a cabeça reclinada para trás, como se fosse uma longa risada. Por meio destas histórias, leitores de todas as idades passam a conhecer aspectos físicos, hábitos e curiosidades sobre cada personagem.

Diante de ameaças ambientais diversas, segundo Santa Brígida, o “Álbum de figurinhas: aves na Chapada dos Veadeiros” busca aproximar as pessoas da fauna e da flora do Brasil Central, “apostando que este contato divertido e instrutivo possa provocar empatia e consciência de preservação”. Uma estratégia utilizada pela autora é convidar leitores e leitoras a ajudarem as aves a “voltar para casa” encontrando seu habitat intacto.

Por isso, o cenário onde leitores e leitoras poderão colar os adesivos das aves também é destaque no projeto editorial. Da mata densa até o campo limpo, passando pelas veredas, pode-se apreciar a vegetação nativa como a copaíba, pequi, buriti, canela-de-ema, chapéu-de-couro, chuveirinho. Tanto a flora quanto a fauna representadas têm nome científico e popular informados. Publicação bilíngue.

Compre AQUI.

Comentar