Lentes Dissidentes

Criar poéticas sobre formas exatas, produzir o deslocamento do concreto, buscar a construção dos sentidos. A vida inspira o poeta e o poeta respira.
Em Lentes Dissidentes, escrito por Dalton Lopes Martins, a palavra amalgama presente, passado e o vir a ser. A construção está entre. Entre desdobramentos.
Poesia para ver e rever o mundo ao seu redor.
Capa: Juliana Russo

Compre AQUI.

Comentar